Potencializando territórios vulneráveis

Um projeto do Programa Fortalecimento de Vínculos 

O projeto  

Com a pandemia, observou-se que a situação das famílias em vulnerabilidade social foi agravada. Vulnerabilidades já conhecidas foram ainda mais comprometidas e novas surgiram ou ganharam evidência no atual cenário instaurado na cidade de Campinas.

O projeto Diagnóstico Socioterritorial PSB (pós-pandemia) foi idealizado a partir da necessidade das Organizações de Proteção Social Básica (PSB) de identificar e priorizar os novos desafios enfrentados pelas famílias e indivíduos dos territórios em que atuam.

A parceria FEAC, Atena Consultoria e Estratégia, Núcleo de Ação Social (NAS) e Projeto Gente Nova (PROGEN), resultou em um piloto que prototipou e sistematizou ferramentas e materiais orientativos a fim de fornecer subsídios para que todas as equipes técnicas de organizações de proteção social básica sejam capazes de construir os seus próprios diagnósticos.

Analisar a vulnerabilidade socioterritorial nas regiões em que as OSC estão localizadas contribuirá para identificar quem são os grupos sociais mais vulneráveis e como vivem essas pessoas, para a partir daí pensar em ações/projetos que busquem a intersetorialidade com vistas a diminuir a desigualdade estrutural que se perfaz nesses territórios.

Objetivo

Disponibilizar ferramentas que contribuam para que as equipes técnicas das organizações de proteção social básica realizem um diagnóstico próprio para olhar para as potências e desafios atuais do território. E que esse diagnóstico sirva de base na tomada de decisão para alinhar as ofertas dos serviços, programas e projetos com as demandas das famílias e indivíduos, desenhando novas ações que, de fato, tenham aderência e impactem positivamente na redução do agravamento das vulnerabilidades e riscos sociais.

Impacto social

Organizações da Sociedade Civil (OSC) capazes de impactar positivamente seus territórios a partir de uma atuação assertiva baseada em um diagnóstico socioterritorial próprio.  

Como funciona o projeto

Para que a OSC possa realizar o Diagnóstico Socioterritorial PSB (pós-pandemia), recomenda-se seguir os passos abaixo:

Atuação

Projeto piloto que resultou na construção coletiva de um instrumental para aplicação das entrevistas e materiais orientativos, com enfoque na abordagem metodológica quantitativa para a coleta e análise de dados sobre o território.

As OSC NAS e PROGEN tornam-se referências para a aplicação do projeto.

  • Público atendido: Famílias que vivenciam o território no entorno de até 1 km das OSC de proteção social básica. As características do público variam, portanto, de acordo com o atendimento das métricas indicadas na Ferramenta 3.

  • Perfil: Sempre que possível, selecionar como entrevistados 50% de usuários da instituição e 50% de famílias do território (dentro do raio de 1 km).

30

OSC de proteção Social Básica com seus diagnósticos realizados para qualificar a atuação, a partir da análise consistente dos dados.

 

 

Quero saber mais

Para saber mais informações sobre este e outros projetos em ação da Fundação FEAC, tirar suas dúvidas ou contribuir com uma sociedade mais justa, clique no botão abaixo e fale com a FEAC.

CLIQUE AQUI

Rede parceira

Materiais

Faça o download das ferramentas e materiais orientativos do projeto.

 

FAÇA DOWNLOAD AQUI
FAÇA DOWNLOAD AQUI
FAÇA DOWNLOAD AQUI
FAÇA DOWNLOAD AQUI

Compartilhe esta história, escolha a sua plataforma!