É com grande entusiasmo que a Fundação FEAC publica o seu Relatório de Impacto 2022, intitulado Impulso à transformação, que reúne as principais atividades e investimentos realizados ao longo do ano passado, marcado pela gradual retomada dos eventos presenciais, mas ainda lidando com as consequências socioeconômicas da crise sanitária.  

O documento apresenta de forma minuciosa e transparente os avanços e desafios enfrentados em 2022, as estratégias adotadas e seus resultados e desdobramentos, destacando projetos e experiências que impulsionaram transformações. Cerca de 138 mil pessoas foram beneficiadas, por 173 projetos em parceria com 127 Organizações da Sociedade Civil (OSC), com um investimento que superou R$ 25 milhões.

“Nós concluímos no ano passado um processo de mudança no modelo de atuação, iniciado em 2018, que coloca no centro da estratégia o apoio a projetos específicos para atender às populações e regiões vulneráveis do município”, explica o presidente do Conselho Curador da FEAC, Renato Nahas.

Radiografia de um novo ciclo

Impulso à transformação é o primeiro relatório da Fundação a radiografar a entidade após a migração do apoio institucional para o modelo de apoio a projetos, com foco em planejamento e investimentos assertivos e baseados em dados e resultados, o que representa um novo ciclo para a entidade.

Para marcar esta mudança, a FEAC também atualizou a sua identidade visual, renovando as colmeias de seu logotipo. “As colmeias foram resgatadas, numa leitura mais moderna, dinâmica e limpa no novo logo. Assim reforçamos a imagem do trabalho social em união e rede, como a marca central de atuação da FEAC”, diz Jorge Abrão Santos, analista de criação da FEAC.

Atualmente, a totalidade dos investimentos da FEAC acontece de forma sistemática, seguindo os princípios do investimento social privado, com foco no processo de transformação social. “Todo o processo de investimento pode ser mensurado e planejado e, ao ser planejado, é passível de monitoramento e avaliação, o que traz um processo de otimização desses recursos”, diz Jair Resende, superintendente socioeducativo da FEAC.

“Desafios continuam enormes, mas nossa disposição de enfrentá-los, também”, diz presidente

A FEAC está sempre atenta em colaborar com a sociedade em momentos de crises e emergências, como a pandemia. Por isso mesmo, o relatório de 2022 traz um resumo das atividades da quarta edição do Mobiliza Campinas, campanha criada em 2020 em parceria com as OSC para enfrentar os efeitos da crise sanitária no município e que foi reeditada nos anos seguintes.

Aliás, o trabalho permanente e continuado de capacitação das OSC parceiras para o trabalho via projetos também contribuiu para que as organizações pudessem enxergar melhor o papel transformador que sua ação efetivamente alcançou nas áreas vulneráveis de Campinas.

“A FEAC tem em sua essência apostar em ações estruturais, ressaltando o poder das OSC e das populações como transformadoras das realidades locais. Os desafios continuam enormes, mas nossa disposição de enfrentá-los, também”, conclui Renato Nahas. Acesse e leia o relatório anual 2022, na íntegra, aqui.

Por Natália Rangel