A Fundação FEAC lançou, em 12 de novembro, a plataforma Conecta In, que tem como objetivo promover a empregabilidade de pessoas com deficiência, oferecendo materiais digitais que as ajudem a se qualificar para o mercado de trabalho.

A plataforma tem uma série de pequenas videoaulas organizadas por módulos temáticos, de maneira a criar uma trilha de conhecimento para os visitantes. Dentre os temas abordados no material estão a construção de currículo, o comportamento no ambiente de trabalho e informações sobre serviços que ajudem na inclusão produtiva de pessoas com deficiência.

Também há vídeos voltados às empresas que têm interesse em trabalhar internamente a inclusão, mas que ainda não sabem por onde começar. “Nesse material, elas conseguem informações sobre o que é e como funciona essa inclusão, além de haver a desconstrução de mitos sobre dificuldades de se contratar pessoas com deficiência”, explica Viviane Machado, líder do Programa Mobilização para a Autonomia, da FEAC.

O Conecta In é um desdobramento do Lab Inclusão, projeto de incentivo à empregabilidade de pessoas com deficiência em Campinas. Criado em 2018 pela FEAC, é executado por uma rede de organizações parceiras composta pela Guardinha, pela Sorri e pelo Cesd.

“A pandemia trouxe o desafio da virtualização. O Conecta In começou a ser desenvolvido no final de 2020 como uma resposta a isso, permitindo acesso virtual a um mínimo de qualificação para pessoas com deficiência saberem como acessar o mercado de trabalho”, diz Eduardo Tedeschi, coordenador de proteção social básica da Guardinha.

A inclusão no Brasil

Em 2021, comemoram-se os 30 anos da lei 8.213, que criou a política de inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho, tornando-se conhecida como Lei de Cotas.

A norma instituiu que, a partir de 100 funcionários, as empresas deveriam preencher de 2% a 5% das vagas com pessoas com deficiência, proporção que varia de acordo com o número total de funcionários.

Em 20 anos, houve um aumento expressivo de vagas reservadas para pessoas com deficiência. Em 2000, eram 422.162. Já em 2019, havia 701.424 postos de trabalho. Apesar dos avanços, ainda há barreiras para a inclusão.

Das mais de 700 mil vagas abertas em 2019, por exemplo, apenas 371.913 foram ocupadas naquele ano. Por outro lado, os postos abertos também costumam ser nos baixos escalões das empresas.

Uma nota técnica do Dieese de novembro de 2020, referente a 2019, mostra que as duas primeiras ocupações no ranking de vagas ocupadas por pessoas com deficiência eram auxiliar de escritório (8,4%) e assistente administrativo (7,4%).

O lançamento do Conecta In tem o objetivo de contribuir para mudar esse cenário, tanto preparando mais pessoas com deficiência a irem para o mercado de trabalho quanto mostrando às empresas que esse público pode assumir funções muito mais desafiadoras do que aquelas que lhes são usualmente oferecidas.

Sobre a Fundação FEAC

A Fundação FEAC é uma organização independente que atua em Campinas (SP) com o objetivo de contribuir para criação de uma sociedade mais justa, sustentável e com igualdade de oportunidades. Para isso, investe em ações de educação, assistência social e promoção humana com foco nas regiões e nas populações mais vulneráveis, especialmente crianças e jovens, e no impulsionamento de organizações da sociedade civil, empresas e pessoas para as causas sociais.

Mais informações

Fundação FEAC

Camila Mazin – Analista de Comunicação

(19) 3794-3523, (19) 99934-2578