Impulsionando organizações, empresas e pessoas

Um projeto com o apoio do Programa Cidadania Ativa

O projeto  

A mentoria voluntária é uma atividade que estimula o processo de desenvolvimento e aprendizado por meio da conexão de profissionais mais experientes de diversas áreas a outros com menos experiência, ampliando perspectivas sociais e profissionais.

O profissional é convidado a ser um mentor voluntário para atuar no processo de desenvolvimento educacional e profissional da pessoas a ser atendida, contribuindo na ampliação do conhecimento, novas redes de contatos e janelas de oportunidades.

O mentorado é convidado a se conectar com um profissional que já está no mercado de trabalho e, juntos, traçar uma trilha para descobrir seus interesses, desafios, potenciais, além de desenvolver novas habilidades, networking e chegarem juntos a um caminho para realização de um sonho.

O objetivo

Conectar profissionais de diferentes níveis de experiência e promover troca de vivências, desenvolvimento profissional e pessoal, e aprendizado.

Impacto Social

Jovens e pessoas com e sem deficiência com evolução em seus níveis de autoconhecimento, possibilidades educacionais, mercado de trabalho e ampliação das perspectivas de empregabilidade. Além da inserção no mercado de trabalho.

Mulheres empreendedoras mais fortalecidas, auto confiantes,  amparadas, com acompanhamento personalizado para melhor gerenciamento e ampliando as possibilidades de sucesso de seus novos negócios.   

Como funciona o projeto

O MENTOR para jovens e pessoas com deficiência

Os mentores são do mundo corporativo, profissionais liberais, empreendedores, que estejam dispostos a se preparar e dedicar uma parte do seu tempo para contribuir voluntariamente nesse processo de formação e crescimento individual de seus mentorados, compartilhando suas experiências e seu conhecimento de uma maneira estruturada, responsável e comprometida.

Compromisso do mentor

A MENTORA para mulheres empreendedoras

As mentoras são mulheres empreendedoras ou profissionais de carreira com perfil empreendedor, que estejam dispostas a se preparar e dedicar uma parte do seu tempo para contribuir voluntariamente com o desenvolvimento de novos ou já existentes micro e pequenos negócios de mulheres empreendedoras de periferias da cidade de Campinas, compartilhando suas experiências e seu conhecimento de uma maneira estruturada, responsável e comprometida.

Compromisso do mentor

OS MENTORADOS

Os mentorados fazem parte dos programas da Fundação FEAC:
1) Mobilização para Autonomia:
que tem por objetivo assegurar a inclusão efetiva das pessoas com deficiência. Dedica-se a romper barreiras para que elas possam participar da sociedade e exercer plenamente seus direitos.


2) Juventudes: que tem como foco a criação de espaços de participação e aprendizado social autogeridos por jovens. O objetivo é incentivar e fortalecer sua participação em todas as esferas sociais, principalmente em relação às questões que lhes afetam diretamente, tanto individual quanto coletivamente.


3) Desenvolvimento Territorial: Mulheres empreendedoras participantes do Projeto Tempo de Empreender que tem como objetivo apoiar o potencial empreendedor de famílias em situação de vulnerabilidade social da cidade de Campinas por meio de capacitação e acesso a crédito, ou até mesmo um capital semente, visando reduzir e até neutralizar os impactos econômicos e sociais da crise gerada pela pandemia do novo coronavírus.

Quero fazer parte do projeto

Jovem/pessoa com deficiência

QUERO SER UM MENTOR (Inscrições encerradas)

Mulher empreendedora da periferia

QUERO SER UM MENTOR

Quero ser um parceiro do projeto

QUERO SER UM PARCEIRO

Contexto Social

O mercado de trabalho muda a todo momento

Papéis tradicionais se transformam e novas profissões surgem a cada ano, exigindo que profissionais se reinventem e, aqueles que estão para entrar no mundo do trabalho, estejam extremamente atentos e conectados. No entanto, a falta de informação qualificada e orientação de qualidade são obstáculos para que jovens e adolescentes consigam acompanhar tais transformações, aproveitarem as oportunidades e efetivarem sua inserção nesta nova realidade.

Jovens e adolescentes em situação de alta vulnerabilidade social e, principalmente, pessoas com deficiência, costumam ter ainda mais dificuldade para encarar esse desafio, já que seu acesso à educação e informação de qualidade tende a ser reduzido.

Com a pandemia da COVID-19 e a necessidade de adoção de medidas de distanciamento social pelas autoridades públicas, os já altos índices de desemprego aumentaram significativamente, fato que agravou a situação dos jovens que estão na faixa etária que mais sofre com a falta de oportunidades de trabalho. Segundo dados do IBGE, estima-se que em março de 2021 o índice de desemprego entre os jovens tenha atingido 29,8%, uma alta de 6 pontos percentuais em relação a 2019.

É neste contexto em que a mentoria irá trabalhar, onde o trabalho individualizado através do mentor irá permitir que o jovem com ou sem deficiência intelectual melhore seu autoconhecimento, aumente sua rede de contatos, identifique suas potencialidades, descubra novas possibilidades e amplie suas perspectivas profissionais.

Mulheres Empreendedoras na Periferia

O quadro econômico de 2020 gerou uma piora no mercado de trabalho brasileiro como o todo, já as mulheres foram as mais impactadas.
As mulheres trabalham em setores que foram mais afetados, além disso a pandemia escancarou uma realidade ainda invisível: a mulher é responsável pela economia do cuidado. Ela é a principal responsável pelos cuidados com os filhos, com os pais, avós, com a família e com a casa. E acrescenta-se a isso o fato de que as mulheres são as responsáveis financeiramente por 50% dos lares brasileiros, somando 34.4 milhões de lares chefiados por mulheres.
O percentual de mulheres que estavam trabalhando ficou em 45,8% no terceiro trimestre de 2020, segundo os dados mais recentes do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O nível mais baixo desde 1990, quando a taxa ficou em 44,2%. Quando a pandemia do Covid-19 chegou, só nos dois primeiros meses de quarentena mais de 7 milhões de mulheres deixaram seus empregos ou foram desligadas.


Capacitar estas mulheres para se tornarem empreendedoras, permite torna-las livres economicamente. É neste contexto que as mentorias propostas pelo projeto Via Conexão vem atuar, ajudar estas empreendedoras a se desenvolverem, sentirem mais fortalecidas, auto confiantes, amparadas, apoia-las a partir das dores e desafios de cada negócio, ajuda-las na gestão de negócio e inseri-las em um ecossistema potente, onde elas encontrarão pertencimento e acolhimento para essa jornada, que muitas vezes é solitária.
.

Como funciona o projeto

A mentoria será realizada em duplas: mentor e mentorado, 100% online. O mentor deve preencher um formulário e passará por um processo de capacitação. Após essa fase ele iniciará a mentoria. Durante todo o processo o mentor receberá suporte e conteúdos informativos da equipe FEAC para execução da mentoria. Ao final do projeto receberá um certificado de participação. A mentoria tem duração de cerca de 3 meses ou 4 meses, com encontros semanais ou quinzenais de 1 hora, e é composta por:

Formação

Feedback

Mentoria

Quero saber mais

Para saber mais informações sobre este e outros projetos em ação da Fundação FEAC, tirar suas dúvidas ou contribuir com uma sociedade mais justa, clique no botão abaixo e fale com a FEAC.

CLIQUE AQUI

Rede parceira

Parceiro institucional

Apoio

Depoimentos

“Se lida com jovens, a gente lida com sonhos. Somos só um direcionador. Não podemos falar que o desejo deles é imaturo ou absurdo. Para eles, não existe isso. A partir dos sonhos, a gente vai construindo uma realidade possível com eles.”

Márcio de Santana Pinheiro, mentor do Via Conexão

"Não era apenas uma conversa com um profissional, era com um amigo, alguém que estava ali não somente por obrigação, mas se dedicando para que a minha decisão profissional fosse tomada com maior auxílio. A mentoria trouxe uma experiência forte de mudança para mim. Agora me vejo como um católico que busca viver sua vocação atual, que é a de estudante."

Mentorado Ricky Ertel dos Santos, de 15 anos

Matérias recentes

Para saber mais informações sobre este e outros projetos em ação da Fundação FEAC, tirar suas dúvidas ou contribuir com uma sociedade mais justa, clique no botão abaixo e fale com a FEAC.

Compartilhe Essa História, Escolha a Sua Plataforma!